Quantos nerds passaram por aqui?

sexta-feira, abril 29, 2011

Gantz

"O menino morre e vai uma sala onde tem uma esfera preta que dá missões para ele e outros que estão juntos. A missão corresponde a matar uns alienígenas. Apesar de estar morto, se o menino morrer durante e missão, ele morre de verdade, se ele conseguir sobreviver, ele vai juntando pontos até conseguir sair.”

Foi com essa premissa e o entusiasmo de dois amigos que me fizeram começar a assistir Gantz. O anime começa nos mostrando Kei Kurono e um pouco da sua vida. Egoísta e completamente obcecado por sexo acompanhamos ele depois de um dia de aula chegar à estação de trem para voltar para casa. Após ser completamente rude com uma senhora de idade, Kurono avista um amigo de infância que também espera pelo trem e neste momento aparece um mendigo pedindo dinheiro e "incomodando" as pessoas que também estavam por lá. Estando bêbado, o mendigo cai nos trilhos enquanto todos olham sem fazer nada, com exceção do amigo de infância de Kurono, Masaru Katou. Katou imediatamente se joga nos trilhos para ajudar o mendigo e impossibilitado de fazê-lo sozinho, começa a pedir ajuda até reconhecer Kurono, que nesse momento torcia para não ser reconhecido para não precisar ajudar o "bêbado". Sem opção, Kurono também desce aos trilhos com Katou ajuda o mendigo a sair. Porém o apito do trem chegando soa, e Katou e Kurono sem conseguir subir novamente à plataforma começam a correr na esperança que o trem parasse na estação, mas ele não parou.

Agora que começa o principal de Gantz, Katou e Kurono aparecem em uma sala que contém uma esfera preta relativamente grande e mais algumas pessoas, todas sem saber o que está acontecendo. Depois de umas discussões, brigas, tentativa de estupro (uma menina, Kishimoto Kei, apareceu na sala nua), munidos de armas e uma roupa estranha que só Kurono vestiu, o grupo é teletransportado para o meio da rua onde encontram o alvo da missão. Um ser pequeno e estranho que a esfera mandou matar.

A meu ver Gantz se resume a isso, a pessoa morre (ou quase, como é mostrado) vai para a sala onde a esfera fornece armas, roupa especial e uma missão que é matar os alienígenas. O quanto a pessoa mata, ganha uma pontuação, que ao completar 100 pontos há uns três tipos de prêmios para escolher um. Um deles é a liberdade, já que não existe a sua escolha de querer ir ou não para as missões. O problema que eu achei foi a demora dos acontecimentos, a repetição, a construção demorada de um personagem que no instante seguinte morre e nunca mais aparece e o excesso de violência, muito excesso de violência, Kishimoto mesmo tentam violentá-la quase todo episódio.

Um dos amigos que fizeram a propaganda para mim de Gantz disse que há toda um crescimento de personalidade de Kurono, que ele se torna mais maduro e uma pessoa melhor. Eu particularmente não tive paciência suficiente para ver essa mudança. Kurono é arrogante, chato e tarado. O anime é demorado, enrola episódios inteiros com coisas inúteis. E praticamente todo mundo que aparece é violento, egoísta, malvado, estuprador e sádico.



       O mangá é feito, ainda está sendo publicado, por Hiroya Oku, tem 26 episódios de anime (não consegui passar do 17º :P), foi exibido aqui no Brasil pela Animax, e o mangá é publicado pela Panini desde 2007. Teoricamente vai ter o filme em live-action que eu não vou assistir. 

19 comentários:

  1. Deu pra perceber que vc nem gostou muito.. kkkk

    ResponderExcluir
  2. Uma pena, um dos poucos animes adultos de qualidade que existe, que trabalha a personalidade humana de várias formas diferentes, e não como animes pseudo-cult pra pré adolescente que PENSA tratar disso como é o caso do lástimavel Death Note.

    Gantz só não é meu anime favorito devido não ter necessariamente um final, ou pior, tem um final muito claro para uma história muito nebulosa.

    Amadureça suas idéias críticas, e reassista o anime daqui algum tempo e verá que Gantz é uma das poucas obras primas do ramo dos Animes que realmente trabalha com profundidade de desenvolvimento de personagens (kurono é apenas o foco da câmera, existe uma gama de personagens a serem analisados nesse anime.

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei de Gantz dos 3 jeitos....manga,anime e live...to esperando sair o 2° filme...seu texto eh bom mas como Lucas M disse precisa de mas um pouco de analise do Gantz.Mas continue que o tema foi bem escolhido.

    ResponderExcluir
  4. bom não assisti o anime nem li o manga acabei de baixar o filme gantz, mas arrespeito de violencia e perversão por mais "discolada" digamos assim que seja uma mulher ela ainda tende querer ter um olhar mais romantico das coisas, quando não tem elas acham chato.

    se não tem digamos assim um pouco de romantismo quem sabe nãos seja isso que vc não tenha gostdo no gantz

    bom eu vo assisti se não gostar eu aviso, mas eu tenho um problema é raro eu achar alguma coisa que eu não goste.

    té mais gostei do blog

    ResponderExcluir
  5. CONSELHO: QUANDO VOCÊ FOR FALAR DE ALGUMA COISA VOCÊ DEVE CONHECER O MESMO, SE NÃO QUEM VAI SER CHATO OU SEM CONTEÚDO, OU SEJA LÁ A OPINIÃO SEM FUNDAMENTOS QUE VOCÊ IRÁ CITAR, SERÁ VOCÊ O INFORMANTE E NÃO O INFORMADO. CONSELHO DE UM AMIGO.

    ResponderExcluir
  6. eu acho engraçado a galera daqui dos coments! já perceberam que sempre que uma crítica negativa é feita a primeira reação de quem gostou do objeto em questão é dizer que a pessoa nao tem conhecimento o bastante pra opinar sobre ele?

    É muito ridículo e até arrogante que essas pessoas digam que uma pessoa que nao gostou de algo é burra, tendenciosa,ou não sabe discutir assunto algum!

    Eu achei que a análise foi boa! pelo que foi dito, 17 episódios foram assistidos. É o bastante pra se ter uma opinião sobre o anime. A pessoa teria que ter assistido todos eles pra ter uma opinião respeitada??

    Vocês sãos uns déspotas!

    ResponderExcluir
  7. nao vejam o anime.....a história do final do anime diverge totalmente dos eps do manga ....qui bom que vc paro no 17 depois só ia estraga mesmo.......o manga eu recomendo!

    ResponderExcluir
  8. cara 1 uma coisa errada me parece que vc nao leu o mangá e falar de uma obra por um anime de demostração ou por este filme n é bem uma opnião valida pra mim,simplesmente pq tudo isso veio do anime e vc fala de gantz,enfim,é um dos melhores mangas da atualidade esta no volume 336 com uma reviravolta tremenda mostrando que o quão superficial é o que mais importava, gantz e o quarto,se vc amigo do post quiser realmente ficar alguns dias pensando sobre sua vida leia o manga que vai compreender e tenho certeza curtir o GANTZ com outros olhos

    ResponderExcluir
  9. Excelente anime e manga. Assisti todos os episódios e p/ quem pretende assistir um aviso o inicio é chocante e muito forte, pois trabalha varios lados do ser humano monstrando a realidade do que pensamos em momentos descisivos. Os conflitos internos quando se esta assistindo ou lendo são intensos a mistura de sentimentos p/ certas pessoas pode não fazer bem.
    Eu pessoalmente gostei pois é um anime/manga adulto e bem psicologico.

    ResponderExcluir
  10. Se eu soubesse q se tratava de mangá eu nem tinha entrado nesse site. =/

    ResponderExcluir
  11. Não vou comentar a crítica, mas a perspectiva. Gantz tem uma boa premissa, parte de uma idéia original e tenta apresentar as pessoas comuns como elas realmente são. Mais importante do que isto até, trata cruelmente a “realidade” no contexto do animes sem subterfúgios religiosos, científicos ou lúdicos; “a vida de vocês acabou e quem decide como usar esta vida nova sou eu” e ponto. Gantz é indiferente e violento, com pessoas violentas, que morreram mortes violentas e agora vivem uma segunda vida violenta, a seu bel prazer. Sem explicações, sem justificativas e sem máscaras. É claro que cada um tem total liberdade de gostar ou não de um anime, eu mesmo não gostei do anime, embora seja um entusiasta do mangá; o problema aqui não é este. O problema é que a crítica, que nada captou em 17 episódios que não o óbvio, é vazia, pobre e dispensável.

    ResponderExcluir
  12. Gente, isso não é uma crítica, este blog NÃO é um blog de críticas.
    Não quero que aqui se transforme em um blog de crítica em que o anime tem que ser perfeito para ganhar um 10. A idéia do blog é que quando você quer assistir um anime, venha aqui, veja a opinião e a partir dela (ou não) vá atrás para assistir.
    Gantz no caso (meu namorado me crucificou porque eu falei mal xD) eu não gostei. O começo achei muito bom, mas depois (para mim) tornou-se repetitivo. E a violência é grande demais. Não li o mangá, que o pessoal está dizendo que é maravilhoso. Porém o que eu vi do anime... >.<

    ResponderExcluir
  13. Pois é, aqui a gente se propõe a dar nossa opinião através do que a gente viu.. A Cami tem um gosto, eu tenho outro... Até agora, eu (Bruh), falei de animes que me agradaram, mas futuramente eu posso vir falar de algum idolatrado que os outros não curtem... :p

    ResponderExcluir
  14. a pior coisa de gantz anime não é o final e sim o erro que todo santo anime comete tornar o personagem principal muito fodão,assisti essa droga de anime e vi três coisas,o kurono matando,o kurono fudendo e o kurono se achando.O anime termina deixando a pior imagem possivel do cara mata o personagem que tinha a maior endência de evoluir,porque em sí de vez desses episódios de enrolação podiam fazer alguma coisa mais legalzinha se iam fazer o anime virar um filler com okatou e o kei matando mais para ver quem é o mais fodão fazer tipo um grupo rival um do outro,botar mais sacanagem,ia ser incrivel na minha opinião e ia dar uma alongada no anime,afinal ia fazer a melhor coisa possível encrementar mais ainda o anime,com mais ação,mais sexo e muito mais muito mais SANGUE!

    ResponderExcluir
  15. Essa análise não pode ser levada a sério , pelo amor de deus ! Motivo ? Tal análise foi baseada no anime , e por isso ele só pode tar de sacanagem !

    Pra fazer uma análise boa , você tem que ler a obra principal , os autores de mangás mesmo falam que fazem o mangá e não tão nem ai pro que aconteça no anime , ou seja , o anime tem várias alterações e deixam de apresentar vários sentimentos que autor passou no mangá . Você achou a obra repetitiva ? É claro néh u.u' ? Eu também achei o anime repetitivo , pois não dá continuidade na história e só fica na mesma , tanto é que só assisti até a missão 2 e parei , e olha que primeiro eu assisti o anime , depois voltei pra assistir o mangá uns 2 meses depois .

    Ou seja , 17 episódios de anime não são o suficiente pra se ter um conhecimento básico de gantz , agora uns episódios de mangá , eu aceito ;)

    E outra , nem todos os personagens de Gantz são sádicos , tarados etc . É claro que tem muitos , mais você queria oque ? Tá acostumado com o seu Naruto e Bleach que no máximo o vilão e seus seguidores com uma má índole superficial são malvados néh ? O Gantz mostra o que o mundo realmente é , que existe bem mais pessoas ruins do quê boas , que aquela imagem de bonzinho se transforma em uma pessoa egoísta que não tá nem ai pra te fuder se isso for livrar sua cara , esse é um mangá realmente adulto , pra quem não se importa com a realidade .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Velho...que crítica confusa!
      "[...]O Gantz mostra o que o mundo realmente é[...]realmente adulto, pra quem não se importa com a realidade."
      Vish! Não sei o que é pior...dizer que Gantz é o mundo como é (sei lá cara... psicólogos são caras legais, visita lá!) ou se contradizer em um mesmo paragrafo...!
      Mas wathever, também curti a história e recomendo, #ficaadica.

      Excluir
  16. O rapaz de cima falou que o Gantz tornou seu personagem principal fodão não é ?

    Pode ter sido um erro , mais isso não impede dele ter sido derrotado e quase morto várias vezes , inclusive até morreu uma vez , foda-se os spoiler's , ¬¬'

    ResponderExcluir
  17. Caramba! Essa foi a resenha mais radical (e sincera) que eu já li!
    Feliz (ou infelizmente, não decidi ainda) eu gostei muito de Gantz.
    Realmente, existe toda uma esfera (olha o trocadilho infame...) de suspense, dúvida e violência, seja ela verbal, física ou emocional, que dificilmente vá agradar o sexo feminino, mas é muito presente em histórias mais adultas.
    Eu considerei Gantz uma história "de macho", tanto pelo próprio estilo, quanto pela forma como os personagens são desenvolvidos, é uma uma visão muito parcial, basicamente machista eu diria. "ai, mas que droga de elogio é esse?" alguém me perguntou (é assim que eu faço propaganda de Gantz por ai! Haha!), é que eu acho que em meio a histórias mais coloridinhas e "emotilóides" (que diga-se de passagem, eu também leio e assisto), uma delas faz a gente dar uma refletida sobre quais seriam nossas verdadeiras reações em situações extremas (e também meio impossíveis, diga-se de passagem), mostrando o personagem principal como nós mesmos, falando de uma forma meio genérica, é claro.
    Eu pessoalmente me identifiquei com uma boa dose de reações que os personagens tem (não todos é claro), mas é mais algo que fica apenas na intenção, e não necessariamente no ato.
    Enfim, eu gostei, recomendo, e também gostei muito da crítica do blog.
    Valeu, e até a próxima!

    ResponderExcluir
  18. Na metade a mais o anime fica repetitivo e o final é péssimo. Tinha tudo pra ser 10. Eu também esperava que alguém tentasse matar gantz. A arma não fez efeito, mas tentasse fazer outras coisas.

    ResponderExcluir